Spherical

Design Miguel Arruda

Da autoria do arquiteto português Miguel Arruda, a Spherical foi desenhada para habitar uma escultura. A sua intemporalidade data de 1968, quando Miguel Arruda criou uma pequena peça de arte que foi replicada em larga escala, em 2010, no CCB em Lisboa - a Escultura Habitável.

A Spherical surge a partir da matriz antropomórfica existente no módulo (1968), e que está na origem da Escultura Habitável (2010), e compreende uma associação de formas em torno do cubo, do cilindro, do cone e da esfera. É a partir desta última que tem lugar uma explicitação formal, neste caso subordinada à função de “sentar”, contemplada na Spherical. Em termos funcionais, a sua forma esférica permite um fácil manuseamento e adaptação a diferentes espaços e ambientes.